Site Meter Núcleo de Fotografia de Campinas - NUFCA: Galeria do 2º Concurso Fotográfico S.O.S. Ação Mulher e Família

quarta-feira, 6 de março de 2013

Galeria do 2º Concurso Fotográfico S.O.S. Ação Mulher e Família



Com um tema tão abrangente podemos refletir sobre as conquistas femininas de um dia-a-dia de lutas privadas e sociais, sem deixar de lado a essência definidora do gênero que gera, zela e transforma a sociedade e a natureza! - mais uma vez o NUFCA parabeniza a todos pelos registros de tão belas imagens!

==================================================================
GALERIA VIRTUAL
==================================================================

Mater Gaia 
Estefânia Dália, Brasília - DF



Gerar, Cuidar e Transformar
Milena Padmini, Campinas - SP 


 
Raio-X da Vida
João Alexandre Porto Rocha Coutinho,
Rinchoa - Portugal

 
Família
João Alexandre Porto Rocha Coutinho,
Rinchoa - Portugal


 
Raízes Ancestrais
Estefânia Dália, Brasília - DF


Nascente
Estefânia Dália, Brasília - DF



(Gerar) Lenda das Sereias
Marilton Cezar Trabuco, Camaçari - BA



(Cuidar) Oferenda
Marilton Cezar Trabuco, Camaçari - BA



Secretos / Segredos
Patricia Ackerman, Buenos Aires - Argentina



-Trabalhando & Cuidando
Claudia D'Elia, Rio de Janeiro - RJ



Aproximação Cuidadosa
Dayton D. Diniz Jr, São Paulo - SP



Cuidar
Fernanda Miranda, Santos - SP



Dona Didi
Ana Riente, Rio de Janeiro - RJ


Sonhar é Viver
João Alexandre Porto Rocha Coutinho,
Rinchoa - Portugal


Madres / Mães
Patricia Ackerman, Buenos Aires - Argentina


Lavando o Tempo
  Aline Cristina Mendonça, Macapá - AP


Transformação
Ulrich Schmidt, Trier – Alemanha 

 
Sertaneja
Ana Taemi, São Paulo - SP


86 Anos de Heroísmo
Leka Carvalho, Águas da Prata - SP

 
Pequeñas pero grandes tareas diarias /
 Pequenas porém grandes tarefas diárias
Susana Byczek, Urdinarrain - Argentina 
  

 Elo Familiar 
Glauber José Arcanjo Carrião,
Espírito Santo do Pinhal - SP


Sostén* / Apoio
Patricia Ackerman, Buenos Aires - Argentina
 *espanhol: amamentar, apoiar, nutrir, princípios, soutien, sustentar...


 Mulheres de Minas I
Débora Sousa Freitas, São Paulo - SP


 A Força de Ordem
Roosevelt Cássio Cunha, São José dos Campos -SP


  -Trabalhando
Ary Attab, São José do Rio Preto - SP


 Manifesta Ação
  Mauro Domingos da Silva, Campinas - SP


 Celebrar
  Dayton D. Diniz Jr, São Paulo - SP


 Mulheres na Tropa
  Márcio Vaz da Silva, Brasília - DF

 
 Juntas somos más / Juntas somos mais
  Susana Byczek, Urdinarrain - Argentina


 (Transformar) Pequena Patriota
Marilton Cezar Trabuco, Camaçari - BA


====================================================================
 ...
=======================================


Visão geral da exposição montada














14 comentários:

  1. s fotos estão lindíssimas! Fico muito feliz de fazer parte desse seleto grupo. Alto nível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário Milena!
      Realmente todos mandaram muito bem!
      Parabéns pela foto!



      Excluir
  2. Lindas fotos! Adorei vê-las! Mas gostaria de saber se vocês vão divulgar também fotos da exposição em si, fotos das nossas fotos expostas, da visitação ao evento...
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Claudia,

      Infelizmente não conseguimos as fotos do dia da abertura mas ao fim desta galeria virtual você pode conferir imagens da disposição da montagem. As 30 fotos ficaram expostas no saguão de entrada do Senac Campinas - área que pela circulação intensa de pessoas favorecia a visitação e visualização da exposição.
      Para dar um ar de galeria as fotos foram montadas e expostas do lado de dentro de um círculo aberto formado por totens - ao centro foram dispostos bancos para quem quisesse apreciar a exposição mais confortavelmente.

      PS. Desculpe-nos pela demora em respondê-la

      Excluir
  3. Olá,

    parabéns pela qualidade das fotos da exposição. Muito Boas.
    Tenho uma crítica contudo. Eu vi mulheres retratadas de maneira um pouco clichê. Um visão eu diria latina talvez das mulheres. Esta visão da mulher grávida que cria filhos e que é miserável. Bem colocada neste seu lugar de mãe batalhadora e sem jamais ameaçar os poderosos machos. A mulher que Gera e Transforma pode ser outra... Que tenhamos em mente que mulheres podem ser muito mais que isso.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo a sua preocupação e seu ponto de vista é algo que eu também levo em consideração em minhas reflexões sobre o imaginário da imagem da mulher. Acho muito importante sua colocação sobre o senso comum do caso da gravidez, mas não devemos banalizar o fato de que além da mulher ter cada vez mais conquistado seu espaço, ela sempre será o ventre da humanidade.
      Acho injusta a ponderação de que as fotos só contemplam isto, gravidez e miséria. Temos fotos de mulheres em atividades que antes eram consideradas para "homem", fotos de mulheres lutando e reivindicando, mulheres trabalhando para a construção de um lugar melhor e carregando a a dupla jornada de trabalho que sempre e injustamente tem.
      Acho muito bom, nós como "latinos", retratarmos nossas mulheres com a visão latina! Mas é rotulante e determinista associar a miséria e subliminarmente o subdesenvolvimento à America Latina. Acredito que isso seja a visão das mulheres que estão em nossa "realidade". Se rotularmos uma visão "européia" ou "norte americana" das mulheres, talvez isso não nos represente e nos leve à um "modelo" de mulher que é pertencente à outra "padrão" que tanto é empurrado para nós, através de filmes e representações culturais de outras pessoas.
      De qualquer maneira, as fotos representam manifestações de um imaginário coletivo sobre a imagem da mulher. Concordo com o que você disse, pode ser outra e sim, tenhamos em mente que as mulheres realmente são mais que isso e talvez só uma coleção de algumas imagens não possa representá-las, mas é importante que coloquemos sempre em pauta o tópico mulheres, para lembrarmos sempre de que as injustiças e exploração continuam existindo contra elas.

      Excluir
    2. Olá Rodrigo,

      Importantes pontos foram levantados por você e muito bem discutidos pelo Merlin.
      A fotografia por também ser uma forma de manifestação e expressão pode causar debates e ponderações e creio que esta exposição atingiu o seu objetivo!
      Lembremos que o tema era gerar, cuidar e transformar, assim sendo, percebemos que a ordem das fotos expostas passa por essa "cronologia". As mulheres como um todo, são muito guerreiras e transformadoras mas por possuírem esta conexão mais direta com a vida pelo fato de darem a luz, nos permitem a sua visualização em momentos mais singelos como o são os das fotos iniciais. Ao continuarmos correndo os olhos pela exposição percebemos a mudança e vemos momentos de transformação ou pelo menos da tentativa de transformação do mundo em que vivemos. essa transformação passa não só pela sobrevivência do dia-a-dia mas também na batalha diária pela mudança de paradigmas.

      Tanto você quanto o merlin expõe muito bem esta preocupação do olhar, do jeito de vermos as coisas, passado pela exposição e creio que se isto ocorreu é porque a vida é assim, feita de confrontos e contrapontos, doce por um lado, amargo pelo outro...
      att

      Excluir
  4. Obrigado pelo seu comentário.

    Sabemos que nenhum país trata suas mulheres da mesma maneira que trata seus homens, mas alguns tratam melhor que outros.
    Eu também não gosto de toda cultura que importamos do hemisfério Norte nosso gosto por "Reality Shows" para citar apenas um exemplo... mas eu gostaria muito que importássemos um pouco da cultura de respeito às mulheres. A cultura tem um peso enorme no tratamento recebido por determinados grupos em qualquer sociedade.
    Em 1979 a ONU criou um documento o "CONVENÇÃO SOBRE A ELIMINAÇÃO DE TODAS AS FORMAS DE DISCRIMINAÇÃO CONTRA A MULHER" e o Brasil ratificou este documento em 1984. O Documento propõe uma série de medidas que deveriam ser adotas pelos países para melhorar a condição de vida de suas mulheres. Depois de anos recebendo relatórios de diversos países um dos problemas que se tornam evidentes é que embora os países tenham adotado Leis de proteção contra a discriminação a cultura de cada país ainda tem um peso enorme. Se compararmos países como a Índia e a Suécia veremos que ambos tem leis duras contra estupradores por exemplo. No entanto existe uma cultura de desprezo por seres do sexo feminino na Índia que faz com que neste país a violência contra as mulheres seja muito maior e a aplicação da lei mais branda.
    Por fim com todo respeito ao grande escritor Oscar Wilde me permito discordar dele quando dizia: "Toda arte é absolutamente inútil" A arte pode ter sim algumas utilidades. Uma delas poderia ser causar um certo desconforto no espectador e colocá-lo para pensar. Eu prefiro isso a uma arte que reforçe aquilo que já pensamos nos mantendo então "confortáveis".


    ResponderExcluir
  5. Adorei ver a exposição mesmo!! Obrigada!
    E agora onde mais as fotos serão expostas? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cláudia! desculpe pela demora em responder-lhe (não havia visto esta).
      Buenas, infelizmente as outras unidades do senac que poderiam recebê-la acabaram optando por programações locais e por isso mesmo já devolveram as ampliações para o SOS Ação Mulher e Família.

      Se não me engano as fotos serão exibidas na própria ONG por um determinado período mas ainda preciso da confirmação da responsável.

      Sem mais para o momento,
      Rodrigo

      Excluir
  6. Lindas fotografias, parabéns aos organizadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Emanuel!
      Desculpe-nos pela demora em respondê-lo.
      As fotos realmente estão especiais! Muito obrigado pelo comentário!

      Excluir